Cerca de 104 tibetanos são presos em frente à embaixada chinesa

Agência EFE

KATMANDU, NEPAL - Pelo menos 104 exilados tibetanos foram detidos nesta segunda-feira (31) pelas forças de segurança nepalesas quando faziam uma manifestação em frente ao escritório de vistos da Embaixada da China em Katmandu. As informações são da polícia local.

Dos 104 manifestantes detidos, 33 são mulheres.

No entanto, segundo ativistas tibetanos, o número de detidos nesta segunda-feira ultrapassou os 200.

A Polícia disse que não usou violência durante a detenção dos exilados.

As detenções maciças de tibetanos ocorrem diariamente em Katmandu, como os protestos desta comunidade diante da delegação chinesa ou da sede da ONU no país, em solidariedade com a revolta que começou há três semanas no Tibete.

Geralmente, os detidos são colocados em liberdade algumas horas depois.