RSF pede que participantes dos Jogos carreguem placas com mensagem

Agência EFE

PARIS - A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu hoje a atletas, jornalistas, delegações oficiais e pessoas que assistirão aos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto, que levem placas com a palavra 'liberdade' escrita em chinês para os locais de competição.

Para isso, a RSF criou uma série de cinco placas com as cores dos anéis olímpicos, informou a ONG em comunicado.

- Assim, os atletas que participarão dos Jogos Olímpicos poderão expressar sua inquietação com a situação dos direitos humanos na China - explicou a RSF.

A organização destacou que, a menos de cinco meses da cerimônia de abertura dos Jogos, 'a mobilização deve ser a mais maciça possível'.

O secretário-geral da RSF, Robert Ménard, que pediu um boicote à cerimônia de inauguração da Olimpíada de Pequim, foi um dos membros da ONG que interrompeu o ato em que a tocha olímpica foi acesa esta semana, na Grécia.