Líder democrata quer candidato definido até 1º de julho

JB Online

WASHINGTON - O presidente do Partido Democrata dos EUA disse nesta sexta-feira (28) esperar que a disputa pré-eleitoral entre Barack Obama e Hillary Clinton seja definida até 1o de julho, para evitar disputas na convenção partidária de agosto.

Howard Dean, ex-governador de Vermont e pré-candidato democrata à Presidência em 2004, pediu a Obama e Hillary que se concentrem na disputa da eleição geral de novembro contra o republicano John McCain.

- Acho que seria bom ter isso tudo resolvido até 1o de julho. Se pudermos fazer antes disso, tanto melhor. Há algumas críticas pessoais (entre os candidatos), não queremos que isso degenere para uma grande briga na convenção - completou.

Obama lidera em número de vitórias estaduais, na soma do voto popular e no número de delegados comprometidos até agora com sua campanha. Apesar disso, Hillary resiste à pressão para desistir.

Nenhum dos dois deve conquistar delegados suficientes para fazer maioria na convenção, e por isso vão depender do apoio dos 'superdelegados' - dirigentes partidários e ocupantes de cargos eletivos, que podem votar na convenção pelo candidato que preferirem.

Dean disse desejar que esses 'superdelegados' manifestem de antemão sua preferência, para que o candidato derrotado não se sinta injustiçado.

- Os candidatos têm de entender que eles têm uma obrigação para com nosso país de unificarem o partido - disse Dean em outra entrevista, à CBS.

- Alguém vai perder esta corrida com 49,8 por cento dos votos, e essa pessoa tem de puxar seus simpatizantes para o lado do indicado.