França suspende venda de mussarela de búfala vindas da Itália

JB Online

PARIS - O Governo francês ordenou nesta sexta-feira(28)que as empresas francesas suspendam 'imediatamente' a venda de mussarela de búfala procedente da Campânia, na Itália, à espera de informação adicional após a contaminação de alguns desses produtos com dioxina detectada pelas autoridades italianas.

A ordem dada pelo Ministério da Agricultura francês significa que os comércios devem retirar da venda este tipo de mussarela, disse uma porta-voz desse departamento.

Em comunicado, o ministério disse que seu titular, Michel Barnier, deu esta ordem devido às 'dúvidas' expressadas nesta quinta-feira à noite pela Comissão Européia, diante das medidas adotadas pelas autoridades italianas para garantir a qualidade dos produtos comercializados.

Nos próximos dias, e em aplicação do princípio de precaução, serão feitas análises sobre lotes de muçarela de búfala procedentes da Campânia, afirma a nota do ministério.

O ministério lembrou que a mussarela de búfala procedente dessa região italiana estava contaminada com dioxina e que 83 animais estão sob vigilância das autoridades sanitárias italianas.

A Comissão Européia (órgão executivo da UE) exigiu na última quinta-feira (27) à Itália medidas urgentes que garantam que as cargas de mussarela de búfala contaminadas por dioxina não entrem no mercado europeu, e voltou a ameaçar a este país com um embargo comercial.