Presidente argentina pede fim da paralisação do setor agrícola

REUTERS

BUENOS AIRES - A presidente argentina, Cristina Kirchner, pediu na quinta-feira ao setor agrícola que termine com a paralisação para negociar uma saída para a maior crise política de sua gestão, mas não deu pistas sobre o que pensa em modificar no sistema de impostos que enfureceu o setor.

- Convoco-os ao diálogo sério. As portas da casa do governo estão abertas, mas por favor, encerrem a medida contra o povo - disse Cristina em ato montado para mostrar apoio a suas políticas.

A paralisação já dura 15 dias e ameaça provocar um desabastecimento de alimentos nas cidades, ao mesmo tempo em que paralisou a comercialização de grãos e carne de um dos maiores provedores globais de matérias-primas.