Governo britânico deve admitir responsabilidade em morte de iraquiano

Agência EFE

LONDRES - O Governo do Reino Unido está disposto a admitir sua responsabilidade na morte do iraquiano Baha Moussa sob custódia britânica em 2003, ao reconhecer que os direitos humanos foram violados, anunciou hoje o ministro da Defesa britânico, Des Browne.