Governador da Flórida pede que Congresso aprove TLC com Colômbia

Agência EFE

MIAMI - O governador do estado da Flórida, Charlie Crist, pediu nesta quinta-feira ao Congresso dos Estados Unidos aprovar o Tratado de Livre-Comércio (TLC) com a Colômbia, país ao qual qualificou como "um dos mais importantes aliados' de Washington no hemisfério oeste.

Crist, em carta, disse que a Flórida poderia se beneficiar muito de uma melhor relação comercial com a nação andina e que o acordo ajudaria a expandir os vínculos econômicos, sociais e culturais dos Estados Unidos na América Latina.

- Em nome do estado da Flórida, peço ao Congresso a apoiar o Tratado de Livre-Comércio entre Estados Unidos e Colômbia - disse o governador republicano.

Ele ressaltou que este estado já desfruta de uma substancial troca comercial com a Colômbia, que se tornou no sétimo maior parceiro comercial da Flórida.

A troca comercial entre ambas as partes alcançou mais de US$ 4 bilhões em 2006, segundo os números mencionados pelo governador na carta.

- Nós esperamos que, uma vez que o TLC entre em vigor, o lucro resultará em um impulso das exportações da Flórida à Colômbia por US$ 161 milhões só no primeiro ano e apoiará a criação de mais de 1.700 empregos em todo o estado - acrescentou Crist.

A carta foi enviada a Nancy Pelosi, presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, John Boehner, o líder da minoria republicana nessa câmara, Harry Reid, o líder da maioria democrata no Senado, e a Mitch McConnell, líder da minoria republicana do Senado.