Carla Bruni rouba a cena em visita à rainha Elizabeth II

Agência AFP

LONDRES - "Bela", "elegante", "muito bonita", foram os comentários dos curiosos que se acotovelavam nesta quarta-feira na localidade britânica de Windsor para admirar a pomposa procissão real, na qual vinha a nova primeira-dama da França, Carla Bruni-Sarkozy, que roubou a cena durante a visita oficial do marido à rainha Elizabeth II da Inglaterra.

- Por quê estou aqui? Honestamente, para ver a mulher do presidente francês - reconheceu Mike Thorpe, sob o olhar reprovador de sua mulher. - Eu estou aqui pela rainha! -disse ela.

Segundo Thorpe, "mais de 90% das pessoas que estão aqui vieram para ver Carla Bruni", afirmou rindo, enquanto esperava pela passagem da carruagem real puxada a cavalos, em uma rua em frente ao castelo de Windsor.

Ao longo da procissão, na qual Sarkozy e Elizabeth II compartilhavam uma carruagem dourada, curiosos que tomaram as ruas da pequena cidade inglesa, enfeitada com bandeiras da França e da Grã-Bretanha, não se intimidaram diante da ex-modelo e cantora italiana que se tornou primeira-dama da França em fevereiro deste ano.

- Ela é muito linda - disse à AFP Suzanne Crooke, que foi a Windsor apenas para ver o desfile. - Carla nos saudou - contou, feliz, após ver passar a carruagem dourada na qual iam a mulher de Sarkozy e o príncipe Phillip, marido da rainha.

E os britânicos puderam apreciar o encanto da primeira-dama francesa não apenas nas ruas de Windsor, mas também nas páginas de vários jornais britânicos, que nesta quarta-feira publicaram uma foto na qual Carla Bruni aparece totalmente nua. A imagem será leiloada pela casa Christie''s de Nova York.

O anúncio da casa de leilões sobre a oferta da fotografia, tirada pelo fotógrafo suíço Michel Comte, veio à tona horas antes do início da visita do chefe de Estado francês ao Reino Unido, com a qual Sarkozy espera recuperar parte da credibilidade de sua imagem.

Enquanto isso, especialistas de moda comentavam a discreta indumentária da senhora Sarkozy. "Com todos os olhares voltados para ela, nota-se que tratou de se vestir com sobriedade", afirmou Dolly Jones, editora da revista Vogue.