Inundações deixam dezenas de milhares de desabrigados nos EUA

Agência EFE

WASHINGTON - Dezenas de milhares de pessoas de Arkansas a Ohio, nos Estados Unidos, estão em albergues ou lutam para proteger suas casas das inundações, depois das tempestades que deixaram pelo menos 16 mortos, informaram hoje as autoridades americanas.

O Serviço Meteorológico Nacional indica que o sistema de tempestades poderia depositar até 37 centímetros de neve em algumas regiões do meio oeste.

A previsão meteorológica anuncia mais chuvas e possíveis nevascas no estado do Missouri, onde pelo menos 70 condados registraram inundações esta semana.

As autoridades do Missouri esperam que o rio Meramec alcance hoje os 12 metros, mais de sete metros acima do nível de inundação, e as pessoas que vivem perto do rio esperam que o aterro construído recentemente seja bem-sucedido em seu primeiro teste.

Os habitantes de vastas regiões no Missouri, Arkansas e Ohio enfrentaram durante quatro dias rios transbordados. Na sexta-feira, houve mais nevascas no meio oeste, que forçaram o cancelamento de vôos nos aeroportos de Milwaukee e Madison, no estado de Wisconsin.

A neve também forçou o cancelamento de mais de 450 vôos e atrasou outros no aeroporto O'Hare, de Chicago, que é um dos mais movimentados do mundo.

No sul de Wisconsin, o acúmulo de neve superou os 30 centímetros, e um volume semelhante cobriu áreas do sudeste de Minnesota.

No sul do Missouri, a ruptura de vários aterros permitiu o transbordamento de rios e canais, e as autoridades evacuaram os habitantes de mais de 200 casas e 13 estabelecimentos em algumas localidades ao leste de Cape Girardeau.

O aumento do nível dos rios alagou casas e shoppings do norte do Texas até Ohio, em alguns casos, após fortes tempestades de neve que já tinham deixado o solo saturado.