Filho de Benazir Bhutton vai ser candidato no Paquistão

Agência EFE

ISLAMABAD - Bilawal Bhutto, filho da falecida líder do Partido Popular do Paquistão (PPP) Benazir Bhutto, anunciará neste sábado em Islamabad o nome do candidato de sua legenda para a chefia de Governo, assegurou neste sábado à Agência Efe um porta-voz de imprensa do PPP.

Bilawal fará o anúncio na residência de seu pai e co-presidente do PPP, Asif Ali Zardari, em nome das legendas que decidiram formar Governo no Paquistão.

O jovem líder do PPP, força que se impôs nas eleições do passado 18 de fevereiro, aterrissou no Paquistão no dia 19 de março com a missão de anunciar o candidato escolhido pelo partido para ocupar a chefia de Governo.

O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, convocou para o próximo dia 24 de março a sessão parlamentar para escolher o primeiro-ministro.

Na corrida para o cargo de primeiro-ministro soava até agora como favorito o vice-presidente do PPP, Amin Fahim, embora nas últimas semanas a situação deu um reviravolta e diversos líderes sugeriram que Zardari poderia ser o escolhido.

O viúvo de Bhutto não tem cadeira parlamentar e deveria se apresentar para uma escolha parcial ("by-election"), que seria convocada se um deputado renunciasse a seu assento e obrigasse assim à realização de novos pleitos em sua circunscrição.

Só assim Zardari, em caso de ganhar, poderia aceder ao Parlamento e poder liderar o Executivo.

No entanto, até então outro membro do PPP deveria ocupar a chefia do Governo durante aproximadamente três meses, para o qual estão sendo ventilados os nomes de três dirigentes da legenda da província oriental do Punjab.