Governo francês revisará previsões de crescimento econômico

Agência EFE

PARIS - O Governo francês revisará 'levemente' em baixa suas previsões de crescimento econômico para este ano, disse nesta quinta-feira a ministra da Economia da França, Christine Lagarde, que citou a mudança na conjuntura internacional.

- Em meados de abril, publicaremos as previsões de crescimento e acho que teremos uma leve baixa - disse Lagarde à emissora 'Europe 1'.

O Governo tinha elaborado o orçamento de 2008 sobre uma hipótese de progressão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,25%, e sobre a base de uma taxa de câmbio de R$ 1,35 por euro e o petróleo a US$ 75 por barril.

O petróleo supera os US$ 100 o barril e o euro, US$ 1,55.

O Executivo francês tinha reconhecido há semanas que o crescimento em 2008 estaria 'próximo a 2%', após ter ficado em apenas 1,9% em 2007, menos do que o previsto inicialmente.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Comissão Européia (órgão executivo da União Européia) já rebaixaram suas previsões de crescimento para a França para 1,5% e 1,7%, respectivamente.

Mesmo assim, Lagarde disse que a revisão para baixo das projeções de crescimento da economia francesa não será tão grande quanto as realizadas na Alemanha e no Reino Unido.

A ministra argumentou que a economia francesa 'agüenta melhor', graças, em parte, ao pacote de medidas fiscais adotado no ano passado, e assegurou que serão tomadas outras medidas para que "resista melhor que as outras'.

Segundo Lagarde, os bancos franceses são mais sólidos e estão menos afetados pela crise das hipotecas de alto risco nos Estados Unidos que os alemães e britânicos.