Presidente argentina recebe Clara Rojas, ex-refém das Farc

Agência AFP

BUENOS AIRES - A presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, recebeu nesta segunda-feira na Casa de Governo Clara Rojas, a ex-refém da guerrilha colombiana das Farc que foi libertada em janeiro passado após permanecer seis anos em cativeiro.

Clara Rojas visita Buenos Aires com a mãe, Clara González, e o pequeno Emmanuel, seu filho, que nasceu quando a mãe estava seqüestrada e foi deixado doente em um orfanato estatal da Colômbia.

A ex-candidata à vice-presidência da Colômbia, cuja chapa era encabeçada por Ingrid Betancourt, foi libertada no dia 10 janeiro do ano passado junto com a ex-parlamentar Consuelo González. Ingrid ainda permanece em poder das Farc.

Clara e Ingrid foram seqüestradas durante a campanha eleitoral de 2002. A história da ex-refém comoveu o mundo quando foi divulgado que, em 2004, ela deu à luz um bebê, fruto do relacionamento com um membro das Farc, e que foi separada do filho pelos guerrilheiros quando ele tinha apenas oito meses de vida.

Como Emmanuel estava muito doente, as Farc o entregaram a um camponês, que o deixou em um orfanato estatal colombiano sob um nome falso.

Clara Rojas voltou a Bogotá e prometeu continuar lutando para que Ingrid Betancourt também seja libertada.