Pelo menos 5 rebeldes e três soldados morrem em combates no Sri Lanka

Agência EFE

NOVA DÉLHI - Pelo menos cinco rebeldes tâmeis e três soldados cingaleses morreram em combates em diferentes pontos do norte do Sri Lanka, nos quais outros oito militares ficaram feridos, informou neste sábado o Ministério da Defesa em comunicado.

Segundo a nota, houve outras 15 vítimas nas fileiras da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) sem que, neste caso, se precisasse se eles foram mortos ou estavam feridos.

Os enfrentamentos ocorreram ontem nos distritos de Vavuniya, Welioya, Jaffna e Mannar, onde está a linha de frente entre o Exército do Sri Lanka e a guerrilha dos 'tigres' tâmeis.

Além disso, um membro dos LTTE foi capturado pelas tropas do Sri Lanka, que lhe confiscaram uma cápsula de cianureto.

O Exército informa diariamente a morte de dezenas de combatentes inimigos, mas as partes não têm comprovação independente, porque o acesso dos repórteres às frentes de batalha é restrito.

O Sri Lanka voltou ao estado de guerra no dia 16 de janeiro, quando o Governo anulou os acordos de cessar-fogo assinados em 2002 com a guerrilha.

Os 'tigres' tâmeis lutam há décadas pela independência do norte e o leste do Sri Lanka, onde a etnia tâmil é majoritária, frente à cingalesa, que predomina no restante da ilha.