Irã diz que participação nas eleições foi de 65%

Agência EFE

TEERÃ - As autoridades iranianas consideraram neste sábado como 'bem-sucedidas' as eleições parlamentares realizadas no país, e asseguraram que 65% dos 43 milhões de iranianos com direito a voto compareceram às urnas.

Um secretário da Comissão Eleitoral informou que os candidatos que não obtiveram votos suficientes nas eleições de sexta-feira terão de concorrer em um segundo turno, que acontecerá em abril, segundo a agência 'Irna'.

O ministro do Interior, Mustafa Pourmohammadi, confirmou a 'ampla participação' do eleitorado, e a interpretou como um apoio popular ao regime islâmico iraniano frente às pressões internacionais para que suspenda seu programa atômico, que Teerã assegura que é pacífico.

Pourmohammadi se referiu especialmente à 'rejeição do povo' à terceira resolução com sanções adotada no último dia 3 pelo Conselho de Segurança da ONU contra o Irã, por sua a suspender o enriquecimento de urânio, uma matéria de duplo uso, militar e civil.

- Esta resolução não diminuiu a vontade dos iranianos, e o mundo todo viu como o povo iraniano reagiu e como participou das eleições - disse o ministro, segundo a 'Irna'.

Sobre os resultados da votação, Pourmohammadi reiterou que os responsáveis do processo eleitoral farão 'o possível para que o anúncio aconteça nas próximas 24 horas, com exceção de Teerã', que pode demorar até a terça-feira ou a quarta-feira.