Apesar de começo fraco na Austrália, Alonso está otimista

REUTERS

MELBOURNE - O piloto espanhol Fernando Alonso fez todo o possível neste sábado para ver o lado positivo de seu decepcionante retorno à equipe Renault, no GP da Austrália.

Depois de estar nos primeiros lugares do grid de largada na maior parte das últimas quatro temporadas, o bicampeão mundial teve de se conformar com uma colocação quase na metade do grid.

O espanhol se classificou na 12a colocação para a corrida de domingo, que abre a temporada 2008, mas irá largar da 11a depois que o Timo Glock, da Toyota, perdeu dez posições ao receber duas punições.

Alonso venceu o GP da Austrália em 2006 e terminou no pódio em 2004, 2005 e 2007, mas afirmou que havia baixado muito suas metas para este ano.

- Com a posição de largada que tenho, conseguir pontos será nosso objetivo - disse aos jornalistas.

- Temos de ser realistas. Entretanto, não estamos prontos, mas tentaremos melhorar nossa posição. Não foi um grande resultado, mas vamos tentar fazer o melhor que podemos durante a corrida - acrescentou.

Alonso ganhou o título mundial pela Renault em 2005 e 2006 antes de se transferir para a McLaren na temporada passada, mas sabe que suas chances de um retorno triunfal à escuderia francesa são pequenas este ano.

Seu companheiro de equipe, o brasileiro Nelsinho Piquet, classificou-se um pouco mais atrás no grid e larga na 21a colocação.