Três soldados iraquianos morrem e dez ficam feridos em ataques

Agência EFE

BAGDÁ - Três soldados do Exército iraquiano morreram e dez ficaram feridos, cinco deles também militares, devido a dois atentados suicidas quase simultâneos no norte do Iraque, informaram fontes policiais.

Segundo as fontes, o primeiro atentado aconteceu quando um suicida lançou seu carro com explosivos contra um posto de controle militar na zona industrial de Wadi Akab, no oeste de Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá.

Quase imediatamente, outro suicida se lançou contra o mesmo posto de controle.

Os dois atentados causaram a morte instantânea de três soldados e feriu mais cinco, vários deles em estado grave. Cinco civis também ficaram feridos.

Segundo a agência independente 'Aswat Al Iraq', houve um terceiro atentado suicida na mesma província, em um lugar próximo à fronteira síria, mas não se sabe até o momento o saldo de vítimas.

A agência, que cita fontes policiais, afirma que o suicida, que estava a pé, entrou no Departamento de Passaportes do posto de Rabei, junto à fronteira síria, onde detonou o cinto explosivo que levava preso ao corpo.

As forças americanas estacionadas nas proximidades foram imediatamente ao local, e até o momento não se sabe o alcance do atentado.

Mossul está se transformando em uma das províncias mais conflituosas do Iraque, e nela os grupos radicais sunitas próximos à Al Qaeda são particularmente fortes.