EUA: professora assume que fez sexo com aluno

Portal Terra

SÃO PAULO - A ex-professora americana Jennifer Mally, 27 anos, declarou-se culpada, nesta sexta-feira, por três acusações de envolvimento sexual com um estudante menor de idade, e agora corre o risco de passar algum tempo atrás das grades. Quatorze outras acusações que pesavam contra ela foram retiradas. As informações são do site azcentral.

O juiz Andrew Klein aceitou a confissão de Jennifer e marcou a decisão de sua sentença para o dia 9 de maio. A ex-professora dava aulas em uma escola de Phoenix e foi detida em maio passado sob 17 acusações de má conduta sexual com o adolescente.

A vítima de Jennifer, um garoto de 16 anos, não compareceu ao tribunal, assim como seu advogado. Mas o marido da ex-professora a acompanhou na corte.

Klein disse que Jennifer pode ser condenada a até dois anos de detenção por cada acusação. O advogado de defesa, Mel McDonald, afirmou que ela assumiu a culpa "porque tem de seguir com a sua vida".

- Ela assumiu os seus erros e sente muito remorso", disse.