Ahmadinejad reconhece que 'há muitos problemas' no Irã

Agência EFE

TEERÃ - O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, reconheceu nesta sexta-feira que 'há muitos problemas' no Irã, em referência, principalmente, à situação econômica, mas que 'ninguém pode resolver todos os problemas em um só dia'.

Em declarações aos jornalistas após votar nas eleições iranianas, Ahmadinejad defendeu seu Governo das críticas de seus adversários tradicionalistas e reformistas à atuação econômica do gabinete.

- Temos muitos problemas, mas ninguém pode resolver todos os problemas em um só dia (...), se não houver problemas, não haverá movimento (vida) em qualquer país - disse o líder.

Ahmadinejad depositou seu voto no colégio eleitoral da mesquita de Lorzadeh, na praça de Khorasan, um dos bairros pobres de Teerã.

O aumento da inflação, o desemprego e a incessante alta dos preços dos produtos básicos e dos imóveis afetaram negativamente a popularidade de Ahmadinejad, que, após ser eleito em 2005, prometeu apoiar os pobres e distribuir de forma justa a receita do país pela venda de petróleo.

A votação, que começou às 8h (1h30 de Brasília), se desenvolve sem incidentes nas 30 províncias do país, segundo o ministro de Inteligência iraniano, Gholam Hussein, que prometeu hoje que as eleições serão limpas, e afirmou que 'nenhum voto será mudado'.