Ahmadinejad defende reforma do Conselho de Segurança da ONU

Agência EFE

DACAR - O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, em entrevista coletiva nesta quinta-feira, que é a favor da reforma do Conselho de Segurança (CS) da ONU.

- O Conselho de Segurança deve ser reformado a curto prazo, e os mecanismos do sistema das Nações Unidas que regem o mundo devem ser suprimidos a longo prazo - disse Ahmadinejad, que defendeu a criação de órgãos 'mais justos e capazes de solucionar os problemas do mundo atual'.

Na opinião do chefe de Estado iraniano, que participa da 11ª cúpula da Organização da Conferência Islâmica, os atuais mecanismos do sistema das Nações Unidas que regem o mundo 'são unilaterais e discriminatórios'.

O Conselho de Segurança está sujeito às grandes potências, acrescentou Ahmadinejad, razão pela qual, disse, a humanidade nunca terá paz, justiça e segurança.

Ahmadinejad também criticou o que chamou de 'passividade' do CS frente ao sofrimento dos povos muçulmanos do Iraque, do Afeganistão, dos territórios palestinos e do Líbano.

O Conselho de Segurança sempre defende os interesses dos cinco membros permanentes há 60 anos, afirmou o presidente iraniano.