Oposição e Governo do Quênia retomam negociações

Agência EFE

NAIRÓBI - O Governo e a oposição do Quênia retornaram nesta segunda-feira à mesa de negociações para tentar colocar fim à crise política gerada no final de dezembro, informaram fontes políticas.

Após um fim de semana de consultas com seus diferentes líderes, os negociadores do Executivo e do Movimento Democrático Laranja (ODM) se reuniram novamente em um hotel em Nairóbi sob a mediação do ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan.

A agenda para hoje é a mesma que a das duas últimas semanas. As duas partes permanecem estagnadas quanto à solução do problema político, por causa das disputadas eleições gerais de 27 de dezembro.

Esses pleitos terminaram com a vitória do presidente Mwai Kibaki, no poder desde 2002 e que aspirava a sua reeleição, mas o ODM, liderado por Raila Odinga, denunciou que tinha havido fraude.

A imprensa local informa nesta segunda que os negociadores, aparentemente, encontraram um acordo quanto à criação do cargo de primeiro-ministro, reservado a Odinga.

No entanto não conseguiram ainda chegar a um consenso sobre as atribuições desse cargo.