Ataques matam cinco no Iraque

Agência EFE

BAGDÁ - Três supostos insurgentes e dois policiais morreram hoje em incidentes isolados em diversos pontos da província de Salah ad-Din, ao norte de Bagdá, informaram fontes de segurança iraquianos.

Segundo elas, um suposto líder da rede terrorista Al Qaeda, identificado como Abdel Baset al-Nisiani, suicidou-se ao acionar os explosivos que carregava no corpo enquanto fugia da Polícia em uma lancha no rio Tigre.

O fato ocorreu nas proximidades do oeste da cidade de Samarra, e as forças de segurança chegaram à área após receber informações que indicavam que o extremista estava escondido em uma casa, afirmaram as fontes.

Além disso, dois rebeldes, um deles estrangeiro, faleceram e outros três ficaram feridos na explosão de uma bomba que estariam tentando esconder em uma estrada do oeste de Samarra.

Além disso, uma bomba foi detonada quando uma patrulha policial passava pela região, matando dois agentes e ferindo outros dois na estrada que liga Tikrit (capital de Salah ad-Din) com Bagdá.

Por outra parte, milicianos sunitas detiveram um médico e dois de seus irmãos por suposto atendimento que prestavam a combatentes feridos da Al Qaeda, na localidade de Yazreb, 70 quilômetros ao norte da capital iraquiana.