Ahmadinejad diz que programa nuclear iraniano agora só evolui

Agência EFE

TEERÃ - O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou neste sábado que, uma vez desenvolvida a tecnologia nuclear, o programa atômico de seu país agorá só avança.

Em entrevista transmitida neste sábado pelo principal canal da TV pública iraniana, Ahmadinejad disse que, para o Governo, este é um assunto encerrado, considerando o recém-divulgado relatório do diretor da Agência Internacional da Energia Atômica (AIEA), Mohamed El Baradei.

Ahmadinejad afirmou que os países ocidentais não queriam que o Irã conseguisse esta 'vitória'.

- Eles sabem que o Irã é um modelo a ser seguido por muitos outros e não queriam que conseguíssemos esta vitória. Por isso tentaram impedir o acesso do Irã à tecnologia nuclear - disse.

O presidente frisou que o Irã atuou de forma legal e resistiu às pressões e às ameaças que 'inclusive chegaram a ser materializadas por um ataque militar'.

Quanto às resoluções do Conselho da Segurança da ONU, Ahamdinejad disse que carecem de legalidade e estão baseadas em informações incorretas.

O dirigente iraniano acusou alguns países, como os Estados Unidos, de terem preparado falsos documentos para acusar o Irã de manter atividades bélicas em seu programa nuclear. Além disso, advertiu que o prestígio do Conselho de Segurança da ONU agora está em jogo.

Ahmadinejad disse que a melhor solução para os países ocidentais é que 'confessem seus erros' e que, caso contrário, o Irã vai revisar sua postura em relação a eles.

Quanto à permanência do caso nuclear do Irã no Conselho de Segurança, Ahmadinejad disse que podem mantê-lo nessa esfera por todo o tempo que quiserem, 'até cansarem'.

O presidente iraniano também afirmou que o Irã conseguiu todas as suas conquistas científicas sob constantes pressões e ameaças.

Ahmadinejad, que uma hora antes da entrevista tinha divulgado uma mensagem de felicitação ao povo iraniano por sua 'grande vitória' no campo nuclear, voltou a parabenizá-lo e disse que esta vitória merecia uma grande festa, mas que, como este é o mês de Safar (o martírio do terceiro imame dos xiitas), esta festa acontecerá em 9 de abril, com a comemoração do Dia Nacional da Energia Nuclear.