EUA dizem que três marcas de Botox podem chegar a causar a morte

Agência EFE

WASHINGTON - A Administração Federal de Fármacos e Alimentos (FDA) dos Estados Unidos advertiu hoje que encontrou em um processo de revisão de produtos de Botox três marcas que podem causar reações adversas, que vão desde problemas respiratórios até a morte.

Em comunicado, a FDA afirmou que se trata das marcas Botox e Botox Cosmetics (toxina botulínica tipo A), da empresa farmacêutica Allergan, e da Myobloc (toxina botulínica tipo B), da Solstice Neurosciences.

A agência encarregada de autorizar e revisar os medicamentos nos EUA informou que estes preparados farmacêuticos provocaram em alguns casos reações adversas, incluindo interrupções respiratórias e a morte.

O Botox é uma toxina gerada por uma bactéria (Clostridium Botulinum) que tem um efeito paralisante em nível muscular e que é usada para neutralizar as rugas da região tratada.

A FDA assinalou que seus testes não evidenciam que as reações adversas detectadas estejam relacionadas a um produto deficiente.

Neste contexto, as reações podem ser atribuídas ao excesso em sua aplicação, destacou a agência. Os efeitos adversos foram achados em tratamentos tanto aprovados como não pela FDA.

As reações adversas estariam relacionadas à extensão da toxina a áreas diferentes do local de aplicação e que se assemelham aos sintomas do botulismo, que poderiam incluir problemas respiratórios, afirma a FDA.

A FDA não recomendou que os médicos interrompam a prescrição destes produtos, mas emitiu recomendações que devem ser observadas pelos especialistas em suas consultas e tratamentos.