Chefes talibãs estão escondidos no Paquistão

Agência AFP

WASHINGTON - O chefe supremo dos talibãs, mulá Mohammad Omar, e o comando estratégico deste movimento rebelde do Afeganistão estão escondidos no Paquistão, disse um alto funcionário americano, nesta sexta-feira.

- Acreditamos que os líderes do mais alto conselho talibã, dirigido pelo mulá Mohammad Omar, residam em Quetta, no Paquistão - afirmou este funcionário, referindo-se à província do Baluquistão, na fronteira com o Afeganistão.

- Dirigem o conselho talibã, dirigem o comando estratégico e controlam os arredores da cidade de Quetta, no interior do Paquistão - completou a fonte.

Quetta é a capital do Baluquistão, no sudoeste do Paquistão, onde o Afeganistão afirma que se escondem importantes comandos talibãs.

O mulá Omar, que foi curado no Paquistão pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha dos ferimentos sofridos em combates contra os soviéticos no final dos anos 1980, é um foragido com a cabeça a prêmio pelas autoridades americanas e afegãs.

Assim como o chefe da rede Al-Qaeda, Osama bin Laden, ele conseguiu escapar até agora de seus perseguidores.

O Paquistão sempre negou a presença de Bin Laden, ou do mulá Omar, em seu território.

Este país é um importante aliado dos EUA na guerra contra o terrorismo, mas Islamabad está sob pressão de Washington para lutar contra os militantes da Al-Qaeda e os talibãs agrupados nas zonas tribais paquistanesas, ao longo da fronteira afegã.