Bomba detonada em tribunal na Espanha teria cinco quilos de explosivo

Agência EFE

BERGARA - A bomba que explodiu nesta sexta-feira em um tribunal da localidade de Bergara, na província basca de Guipúzcoa (Espanha), e que não causou vítimas, mas deixou grandes danos materiais, poderia conter cerca de cinco quilos de explosivo.

Este é o primeiro atentado a ocorrer na Espanha em 2008 e o terceiro contra instalações judiciais desde novembro passado.

O conselheiro de Justiça do Governo regional basco, Joseba Azkarraga, deu a informação sobre a composição do explosivo durante a visita que realizou no início do dia às instalações judiciais de Bergara.

Azkarraga condenou 'este gravíssimo atentado, que poderia ter causado graves vítimas', e ressaltou que o fato de não haver feridos "não diminui a gravidade' desta ação.

Antes de entrar nas instalações dos tribunais, onde agentes da Polícia ainda estão trabalhando, o conselheiro disse que foi o vigilante da instalação que descobriu a existência do explosivo em uma mochila e alertou a Polícia. Também foi recebido um telefonema anônimo alertando sobre a colocação da bomba.

O atentado foi registrado também depois que, ontem à tarde, os dirigentes do Batasuna Pernando Verruma e Patxi Urrutia entraram na prisão de Soto del Real, por ordem do juiz da Audiência Nacional Baltasar Garzón, acusados de pertencer a organização terrorista.