Tesoureiro de partido alemão é detido por fraude fiscal

Agência EFE

BERLIM - O tesoureiro do ultradireitista Partido Nacional Democrático Alemão (NPD), Erwin Kemna, foi detido hoje em Berlim a pedido da Promotoria de Münster, que investiga um suposto crime de fraude fiscal.

A detenção de Kemna, precedida de um registro policial na sede berlinense do NPD, confirmaria a crise financeira pela qual o partido passa e as irregularidades contábeis cometidas com a suposta intenção de evitar a falência.

Segundo a imprensa alemã, o NPD teria falsificado sistematicamente faturas de doações para esconder o déficit gerado por campanhas eleitorais cada vez mais caras e pelo aumento dos custos do aparelho da legenda.

Se isso for confirmado, o NPD deixaria de receber as ajudas econômicas aos partidos políticos com representação parlamentar previstas em lei.

O partido neonazista, que tem parlamentares nas câmaras dos Länder de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental e Saxônia, já foi punido por práticas fraudulentas na declaração de suas doações no Estado da Turíngia.

A comissão do Bundestag responsável por distribuir as subvenções do Estado entre as diferentes legendas alemãs exigiu por esse motivo no final de 2006 a devolução de 870 mil euros de subvenções ao NPD.

Como o partido de extrema direita se mostrou incapaz de pagar a dívida, a comissão parlamentar decidiu reduzir as subvenções voltadas ao NPD este ano de 1,4 milhão de euros para 675 mil euros.