Polícia paquistanesa detém dois suspeitos do assassinato de Bhutto

Agência EFE

LAHORE - As autoridades paquistanesas detiveram dois fundamentalistas suspeitos de ter participado do assassinato da líder opositora Benazir Bhutto em 27 de dezembro, informou nesta quinta-feira a Polícia à Agência Efe.

Os dois suspeitos, identificados só como Hasnain e Rafaqat, foram detidos em Rawalpindi, disse à Efe Saud Aziz, policial que atua nesta cidade próxima a Islamabad.