Tornados matam 50 no sul dos EUA

REUTERS

NASHVILLE - Tornados e tempestades mataram pelo menos 50 pessoas e feriram mais de 150 na terça e quarta-feira no sul dos Estados Unidos, no pior incidente desse tipo no país nos últimos nove anos.

Tennessee, com 26 mortos, Arkansas, Kentucky, Mississippi e Alabama foram os Estados mais afetados. Houve relatos não-confirmados de 69 tornados na região e também em Indiana, ao norte, segundo o Centro Nacional de Previsão de Tempestades, de Norman, Oklahoma.

Por causa da tempestade, caminhões foram esmagados como brinquedos por pedras em estradas. Pessoas foram presas e mortas dentro de casas, fábricas e lojas.

O meteorologista Roger Edwards disse que um episódio como esse seria "não-usual em qualquer dia de qualquer época do ano". Tornados costumam matar cerca de 70 pessoas por ano nos EUA.

Em maio de 1999, Oklahoma, Texas e outros Estados viveram uma série de tornados com violência semelhante.

A Casa Branca disse que o presidente George W. Bush telefonou para governadores dos Estados afetados oferecendo consolo e apoio.

Autoridades disseram que, além dos 26 mortos no Tennessee, houve também 13 vítimas fatais no Arkansas, 7 no Kentucky, 4 no Alabama. Só no Tennessee foram registrados 149 feridos.

Um dos tornados provocou um incêndio pela combustão de gás natural numa central de Hartsville, Tennessee. Uma casa próxima também foi atingida pelo fogo.

O governador do Kentucky, Steve Beshear, disse que a situação é "horrível" e enviou a Guarda Nacional para duas áreas do Estado um contingente de cerca de 50 soldados, além de outros de prontidão.

- A missão neste momento é proteger do saque as casas danificadas - disse um comandante da guarda.

Tina Johnson, 41 anos, moradora de Pinhook, Alabama, disse ter visto da sua casa um tornado destruindo a celeira de sua propriedade.

- Os raios e a chuva começaram a sumir de repente e aí pudemos ver a nuvem em forma de funil através dos raios - disse ela.

- A casa do pastor, do outro lado da rua, foi destruída, e uma casa-trailer aqui perto ficou reduzida a uns poucos pedaços de lata.

Alguns dos Estados atingidos pelos tornados foram às urnas nas prévias partidárias da véspera, a chamada "superterça". Falando a seus seguidores, vários candidatos manifestaram condolências às vítimas.

- Foi uma noite bem dura. Não sei se me lembro de termos tantos alertas e ocorrências [de tornados] - disse o governador de Arkansas, Mike Beebe, por telefone.