Tornados deixam pelo menos 52 mortos nos EUA

Agência EFE

WASHINGTON - As dezenas de tornados que atingiram os Estados americanos de Arkansas, Kentucky, Tennessee, Alabama e Mississippi causaram a morte de pelo menos 52 pessoas e ferimentos em outras cem entre a noite de terça-feira e esta quarta-feira, informaram autoridades, segundo a CNN.

As tempestades causaram a morte de 28 pessoas no Tennessee, 13 no Arkansas - incluindo três membros de uma mesma família -, sete em Kentucky e quatro no Alabama.

Na Union University, Jackson, no Estado de Tennessee, um tornado com ventos de até 240 km/h destruiu os tetos de dois dormitórios deixando dezenas de estudantes presos, dos quais 86 ficaram levemente feridos.

O Tennessee foi o Estado mais afetado, com 28 mortes, de acordo com a CNN. Cerca de 150 pessoas se feriram ali. No Kentucky, são sete mortes.

No noroeste do Estado, uma tempestade matou três pessoas dentro de um trailer no condado de Muhlenberg, fazendo com que fosse declarado estado de emergência no local.

Um tornado no começo da quarta-feira, no norte do Alabama, matou pelo menos uma pessoa e destruiu casas a um raio de 16 km no condado de Lawrence, disseram autoridades à CNN.

A tempestade se estendeu até o norte de Ohio. Dezenas de milhares de pessoas no sul dos Estados Unidos ficaram sem energia elétrica devido às tempestades.

Os tornados castigaram a região central do país, que já tinha sido afetada nos últimos dias por tempestades de chuva e neve.

Em Wisconsin, que registrou quase meio metro de neve em alguns setores, as tempestades causaram vários acidentes de trânsito. As autoridades informaram que uma mulher morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas em uma batida envolvendo vários veículos.

Enquanto isso, o estado de Iowa se prepara para mais nevascas hoje. "Neste momento, as vias no setor sudeste do Estado já estão cobertos de neve e a situação não melhorará nas próximas horas", disse um porta-voz do Serviço Meteorológico Nacional em Des Moines.