Previsões indicam grande participação nas primárias da Flórida

Agência EFE

WASHINGTON - A jornada eleitoral das primárias da Flórida acontece nesta terça de forma normal e com uma participação que, segundo previsões, pode alcançar um recorde de eleitores, considerando os votos recebidos pelo correio e os pleitos antecipados.

Os colégios eleitorais foram abertos às 10h de Brasília e fecharão às 22h e espera-se que logo depois sejam divulgadas as primeiras parciais.

Os favoritos no campo republicano, o senador John McCain e o ex-governador pelo Arizona Mitt Romney, aparecem praticamente empatados nas intenções de voto (30%), segundo um estudo de opinião do instituto Zogby.

Embora seja difícil prever se o resultado de hoje será definitivo para impulsionar McCain ou Romney para a vitória, o que parece decisivo é a situação de Rudy Giuliani, pois até mesmo a terceira posição o colocaria em uma situação muito difícil após ter concentrado toda sua campanha em vencer neste Estado.

Com relação aos democratas, a senadora por Nova York Hillary Clinton é a grande favorita muito na frente de seu maior rival, o senador por Illinois Barack Obama.

O resultado de Clinton e Obama é significativo, apesar da proximidade da "superterça", na qual acontecerão prévias em 22 Estados.

Os supervisores das primárias na Flórida, o quarto maior Estado dos EUA e um dos de maior diversidade étnica e cultural, prevêem uma alta afluência de eleitores (no Estado foram contabilizados 10,2 milhões de eleitores registrados) aos 6.913 colégios eleitorais abertos.

Na última sexta, quase 900.000 eleitores já tinham votado, com o que se espera que ultrapasse amplamente o resultado das primárias anteriores, que esteve em torno de 20%.