McCain lidera na Flórida após apoio do governador

REUTERS

WASHINGTON - O senador John McCain abriu uma pequena vantagem sobre seu rival Mitt Romney na disputa da primária republicana da Flórida, depois de receber o apoio do governador Charlie Crist, segundo pesquisa Reuters/C-SPAN/Zogby divulgada nesta segunda-feira.

McCain ganhou 3 pontos percentuais depois de receber o apoio de Crist, no sábado. Com isso, não está mais numericamente empatado com Romney em 30%.

Entretanto, como a margem de erro é de 3,4 pontos percentuais, o resultado de 33-30% para McCain ainda representa empate técnico. A primária republicana da Flórida será disputada na terça-feira.

O apoio de Crist foi particularmente positivo para McCain junto aos conservadores. Entre eleitores que se descrevem assim, o senador conseguiu eliminar a vantagem de 6 pontos percentuais em favor de Romney.

- É preciso dizer que o aval de Charlie Crist claramente teve um impacto. McCain passou de uma grande desvantagem entre os conservadores para um empate - observou o especialista em pesquisas John Zogby.

Na semana passada, McCain venceu a primária da Carolina do Sul, enquanto Romney ganhou as disputas em Michigan e Nevada. O vencedor da Flórida ganha impulso considerável para a "Super Terça" de 5 de fevereiro, quando 21 Estados realizam prévias presidenciais.

McCain, ex-prisioneiro de guerra no Vietnã, dá ênfase à sua experiência com política externa e à sua capacidade de liderança em relação ao Iraque. Ele foi favorável ao envio de mais tropas para lá, em 2007.

Já Romney, um milionário empreendedor e ex-governador de Massachusetts, dá ênfase às questões econômicas.