Irmãos brasileiros são condenados no Japão por atacar policial

Agência EFE

TÓQUIO - Dois irmãos brasileiros foram condenados hoje no Japão a nove anos de prisão cada por atacar e roubar a arma de um policial em 2005 quando o agente se dispunha a interrogá-los sobre o roubo de um caminhão, informou a agência local 'Kyodo'.

O tribunal do distrito de Tajimi, província de Gifu (centro do Japão), condenou Jorge Edgar de Souza Eguti, de 29 anos, e seu irmão Mauro de Souza Eguti, de 25, a nove anos de prisão, apesar de a acusação ter pedido dez.

O episódio ocorreu em maio de 2005 quando o policial, que investigava o roubo de um caminhão, se aproximou dos irmãos para perguntar sobre o veículo que eles dirigiam.

Segundo a acusação, os brasileiros atacaram o agente quando este lhes pediu para parar e quebraram um dedo do policial. Após rendê-lo, pegaram sua pistola e fugiram.

Os irmãos Souza, que foram detidos no mês seguinte em Hamamatsu, na província de Shizuoka, se declararam inocentes das acusações e afirmaram que o agente abusou de seu poder durante o interrogatório.

Eles acrescentaram que não tinham intenção de atacar nem de ferir o policial.

A arma roubada foi encontrada dois dias depois do incidente no interior de uma caixa do correio da província de Nara, cerca de 120 quilômetros do local.