Egito aprova plano de Abbas para controlar fronteira com Gaza

REUTERS

CAIRO - O Egito aprovou o plano do presidente palestino, Mahmoud Abbas, de assumir o controle do único cruzamento de Gaza com o Egito, excluindo os islamistas do Hamas que comandam o território, disseram autoridades palestinas neste domingo.

Abbas vem buscando apoio egípcio e israelense para assumir os cruzamentos na fronteira com a Faixa de Gaza, incluindo um em Rafah que o Hamas abriu na quarta-feira. Milhares de moradores da Faixa de Gaza cruzaram desde então a fronteira com o Egito para se abastecer com produtos que estão em falta devido a um bloqueio liderado por Israel no território controlado pelo Hamas.

Nas negociações com autoridades egípcias no Cairo, o ministro das Relações Exteriores palestino, Riyad al-Malki, disse que o Egito concordou em voltar a um acordo de fronteira de 2005 que dava a Abbas o controle sobre o cruzamento de Rafah.

Segundo o acordo, explicou Malki, a guarda presidencial de Abbas fornecerá a segurança no cruzamento. A guarda presidencial ficou estacionada lá até junho, quando o Hamas expulsou as forças leais à facção Fatah, de Abbas, e assumiu o controle do território de 1,5 milhão de pessoas.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais