Chávez propõe criação de força militar conjunta da Alba

Agência EFE

CARACAS -

, 27 jan (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, propôs neste domingo a criação de uma Força Armada conjunta da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba) com o objetivo de enfrentar uma hipotética agressão dos Estados Unidos ou de algum de seus aliados na região.

A proposta foi feita por Chávez durante o programa dominical 'Alô Presidente!', que teve como convidado especial o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega.

- Vamos encomendar a preparação de papéis de trabalho. Temos que ter uma estratégia de defesa conjunta da Alba (Bolívia, Cuba, Dominica, Nicarágua e Venezuela) - afirmou Chávez, dirigindo-se a Ortega, que apoiou a idéia.

A iniciativa respondeu à análise que os dois presidentes fizeram da situação latino-americana, na qual destacaram que os Estados Unidos, através da Colômbia, estão ameaçando 'não só a Venezuela, mas toda a América Latina', segundo Ortega.

- Se eles se meterem com algum de nós, estarão mexendo com todos. Tocar a Venezuela é incendiar a região. Tocar a Venezuela é tocar toda a América Latina - afirmou o presidente nicaragüense.

- Espero que o povo colombiano tenha a força para frear esta escalada que está ocorrendo contra a Venezuela e contra o processo de integração dos povos americanos - afirmou Ortega.

Chávez mencionou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostrou recentemente de acordo em criar o Conselho de Defesa Sul-americano e que, na mesma lógica, poderia ser criado não apenas um Conselho de Defesa da Alba, mas as Forças Armadas da Alba.