Violência no Quênia deixa 13 mortos

Agência AFP

NAIRÓBI - Pelo menos 13 pessoas morreram na noite de sexta-feira na cidade de Nakuru, capital da província do Vale de Rift, que se transformou no epicentro da violência pós-eleitoral no Quênia.

- No total, 13 pessoas morreram à noite, seis a tiros e outras sete assassinadas a machadadas nas favelas da cidade, declarou à AFP um policial que pediu anonimato.

Oito pessoas morreram na sexta-feira em confrontos entre grupos étnicos rivais em Nakuru, segundo a polícia, que impôs um toque de recolher noturno na cidade. Durante a sexta-feira, pelo menos 15 pessoas morreram em toda a província.

Mais de 800 pessoas morreram no Quênia nos distúrbios étnicos e políticos após a reeleição, em 27 de dezembro, do presidente Mwai Kibaki, rejeitada pelo líder da oposição, Raila Odinga, que acusa o chefe de Estado de fraudes.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais