Policiais egípcios voltam a se posicionar na fronteira com Gaza

Agência EFE

GAZA - Dezenas de policiais egípcios voltaram a se posicionar hoje na fronteira entre o Egito e a Faixa de Gaza, depois de uma primeira tentativa fracassada de fechar o posto fronteiriço por onde passam milhares de palestinos.

Os policiais limitam-se hoje a observar e a controlar a passagem dos palestinos que continuam entrando e saindo do Egito, onde se abastecem de vários tipos de produtos.

Além das pessoas a pé, hoje haviam centenas de veículos palestinos, de carros de passeio a caminhões de grande porte.

Hoje estão abertas três passagens da fronteira: a porta de Brazil, a porta de Salah ad-Din - fechada ontem de manhã - e um terceiro buraco na cerca fronteiriça.

O improvisado sistema para introduzir as mercadorias em Gaza foi substituído por um ordenado trânsito de caminhões de transporte nos quais os palestinos voltam com água, televisões e centenas de motos, já que acham que este tipo de locomoção gasta menos gasolina.

Por outro lado, foi reduzido de maneira considerável o trânsito da localidade de Rafah, próxima à fronteira, a Al-Arish, a 45 quilômetros do posto, enquanto a presença policial se multiplicou em relação aos dias anteriores.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais