Cuba começa consultas sobre futuro chefe de Estado

REUTERS

HAVANA - Autoridades cubanas vão realizar, a partir da próxima semana, consultas para eleger um candidato a chefe de Estado, cargo que o convalescente líder Fidel Castro ocupa desde 1976, disse a imprensa oficial nesta sexta-feira.

Uma Comissão de Candidaturas, integrada por representantes de organizações oficiais de massa, entrevistará os 614 deputados eleitos no domingo passado para escutar suas opiniões sobre uma lista única.

- O princípio da consulta será inviolável - disse a presidente da Comissão Nacional de Candidaturas, Amarilys Perez, ao Granma, o diário do governante Partido Comunista.

- No final da próxima semana iniciaremos as entrevistas pessoais. Vamos sentir o pulso de cada um para chegar a avaliações coletivas - acrescentou.

A Comissão de Candidaturas deverá submeter à votação do Parlamento, em 24 de fevereiro, uma lista de 31 candidatos a igual número de postos no Conselho de Estado.

Nesse dia se saberá se Fidel, que há 18 meses transferiu o poder a seu irmão Raúl por questões de saúde, será ratificado como chefe de Estado ou deixa a política ativa.

A eleição de Fidel ao Parlamento no fim de semana deixou aberta a possibilidade para que o reconduzam ao poder apesar de sua prolongada ausência.

Mas em dezembro passado, Fidel, de 81 anos, escreveu que não se apegará ao poder nem obstruirá o caminho a líderes mais jovens.

O presidente do Parlamento, Ricardo Alarcón, desenhou esta semana um dos possíveis cenários. Um dos homens mais próximos a Fidel, Alarcón disse ao The New York Times que o veterano líder será nominado chefe de Estado em 24 de fevereiro, mas "terá direito a dizer sim ou não".

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais