Alemanha condena atentado no Líbano e pede escolha do novo presidente

Agência EFE

BERLIM - O ministro de Assuntos Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, condenou o atentado desta manhã de sexta-feira no leste de Beirute contra o veículo de um responsável de segurança, e pediu mais uma vez que todas as forças políticas no Líbano possibilitem a escolha de um novo presidente.

Segundo o ministro alemão, é evidente que o atentado tinha como propósito conseguir uma nova escalada da violência para continuar desestabilizando o Líbano.

Steinmeier pediu a todas as forças políticas do Líbano e à região como um todo para acompanhar as propostas elaboradas pela Liga Árabe e possibilitar a escolha de um novo presidente e a formação de um Governo.

A Liga Árabe apresentou um plano de três pontos que contempla a eleição do general Michel Suleiman como presidente, a formação de um Governo de união nacional e a aprovação de uma nova lei eleitoral.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais