Vulcão Tungurahua pode ter nova explosão em uma ou duas semanas

Agência EFE

QUITO - O aumento acelerado da energia no interior do vulcão Tungurahua, no centro andino do Equador, pode gerar uma nova explosão em uma ou duas semanas, disse hoje Hugo Yepes, diretor do Instituto Geofísico.

- Estamos em uma ascensão rápida, acelerada pela energia, portanto nossa conclusão neste ponto é que, infelizmente, não podemos descartar no período de uma ou duas semanas explosões similares às de 14 a 16 de julho de 2006 - disse Yepes.

O especialista indicou que chegaram a essa conclusão após analisar a atual atividade do vulcão com um "padrão de comparações" que elaboraram entre maio de 2006 e julho, quando aconteceu uma das duas explosões de maior magnitude nos nove anos nos quais está em atividade eruptiva.

- Esse índice de atividade sísmica do vulcão nos mostrou em maio de 2006 uma atividade anômala que em julho disparou - disse ao assinalar que agora ocorre algo semelhante, pois em outubro de 2007 a atividade começou a aumentar.

O Instituto Geofísico, que mantém um controle permanente do Tungurahua, disse que desde 6 de outubro existe um aumento da atividade tanto interna como externa com intervalos de ascensão e leves quedas.

O especialista disse que desde o dia 3 de janeiro a quantidade de explosões aumentou e até o momento foram contabilizadas cerca de 300, um número alto em comparação com o mês de novembro, quando eram registradas quatro ou cinco por dia.