Professora que cortou língua de aluno é suspensa

REUTERS

ROMA - Uma professora italiana que cortou a língua de um aluno desobediente com tesoura recebeu uma suspensão de dois meses e foi multada em mais de 7 mil euros por um tribunal de Milão na terça-feira, informaram advogados.

Mas o tribunal considerou que a professora Rosa Sciliberto não cortou intencionalmente a língua do aluno de 7 anos para silenciá-lo - como a polícia e promotores argumentaram.

"Fiquei chocado com a sentença", disse o promotor Marco Ghezzi à mídia italiana. "Estou esperando para ler as motivações e, se não ficar convencido, vou apelar."

A defesa argumentou que o corte, ocorrido em fevereiro, foi apenas um acidente, parte devido à hiperatividade da criança. O estudante teve que ser levado a um hospital para receber cinco pontos.

Desde então, Sciliberto foi retirada de sua função na escola primária em Milão, mas um advogado da empresa responsável pelo caso disse que ela pretende voltar a lecionar um dia.