Amre Moussa chega a Beirute em missão crucial

Agência EFE

BEIRUTE - O secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, chegou hoje a Beirute para ser o mediador na crise institucional do Líbano, sem presidente desde 24 de novembro devido às divisões entre os diferentes grupos políticos.

Após sua chegada ao aeroporto internacional Rafik Hariri, Moussa assegurou que suas conversas com vários líderes libaneses será "crucial" para retirar da estagnação na qual se encontra a eleição do chefe das Forças Armadas, Michel Sleiman, como presidente.

Moussa está no Líbano para expor a iniciativa estipulada no Cairo pelos ministros de Exteriores dos 22 países que formam a Liga Árabe para acabar com a crise.

Este projeto inclui a eleição do presidente, a formação de um Governo de união nacional e a aprovação de uma nova lei eleitoral.

- Existe um apoio árabe unânime a esta iniciativa, assim como um respaldo regional e internacional - acrescentou.

A maioria parlamentar se mostrou receptiva ao plano dos ministros de Exteriores árabes, enquanto a oposição liderada pelo Hezbollah se absteve de fazer manifestações a respeito até que Moussa apresente a iniciativa oficialmente.

O secretário-geral da organização pan-árabe insistiu em que o êxito da iniciativa dependerá principalmente de suas conversas com as diferentes partes, incluindo o primeiro-ministro, Fouad Siniora, e o presidente do Parlamento, Nabih Berri.