Governo planeja ofensiva para capturar organizador de ataque a Bhutto

Agência EFE

ISLAMABAD - O Governo paquistanês lançará 'em breve uma grande operação' nas áreas tribais na fronteira com o Afeganistão para encontrar o líder talibã Baitullah Mehsud, um dos apontados pelo Executivo como possível responsável do assassinato da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto.

Segundo uma fonte do Ministério do Interior citada pelo canal "Dawn TV', a operação, da qual participarão os serviços secretos, já foi traçada. Não se sabe quando a operação começará.

A ofensiva também terá como alvos os 'assessores' do líder fundamentalista, segundo a fonte. Uma fonte do Ministério do Interior consultada pela Agência Efe assegurou que é 'possível' que esta operação seja realizada, mas não informou quando nem como.

Mehsud negou envolvimento na morte de Bhutto, embora em uma suposta conversa por telefone elogie o assassinato da líder opositora.