Ministro indiano expressa horror pela morte de Benazir Bhutto

Agência EFE

NOVA DÉLHI - O ministro de Relações Exteriores da Índia, Pranab Mukherjee, expressou nesta quinta-feira seu 'horror' pela morte da ex-primeira-ministra paquistanesa Benazir Bhutto em um atentado na cidade de Rawalpindi.

- Quero expressar minha comoção e meu horror pelo assassinato de Bhutto - afirmou Mukherjee, citado pela agência Ians.

- Este bárbaro ataque terrorista é particularmente trágico - disse o ministro indiano, que elogiou a 'contribuição à democracia' e à "melhora' das relações com a Índia da líder do Partido Popular do Paquistão (PPP).

Mukherjee ofereceu suas condolências à família de Bhutto e ao povo do Paquistão e afirmou que a líder opositora 'foi uma mulher excepcional no subcontinente'.

- Todos os nossos bons desejos e orações estão com eles - declarou o ministro indiano.