Chávez diz que Cuba e Venezuela são a mesma nação

Agência EFE

HAVANA - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou que Venezuela e Cuba são uma mesma nação e defendeu um fortalecimento dessa 'consciência' com um eixo estratégico que una os dois países.

- Tenhamos consciência de que nós somos uma só nação - disse Chávez, após a assinatura de 14 novos acordos entre os dois países na cidade de Santiago de Cuba, que ele visitou para conhecer diversos lugares históricos.

O presidente venezuelano havia afirmado em outubro, durante uma visita a Cuba, que os dois países "no fundo são um só governo" e que caminham rumo a uma "confederação de repúblicas bolivarianas, martianas, caribenhas e sul-americanas".

- Essa consciência precisa ser alimentada - insistiu Chávez, proclamando o 'amor atômico' entre os dois países. Ele esteve acompanhado pelo presidente em exercício de Cuba, Raúl Castro, e várias autoridades dos dois países.

O presidente venezuelano propôs estudar o estabelecimento de "um eixo estratégico de integração social, cultural, econômica, agrícola, petroquímica e petrolífera", da província de Pinar del Río, no extremo Oeste de Cuba, até a península de Paraguaná, no Noroeste da Venezuela.

Durante o ato, Chávez recebeu uma réplica do machete de Antonio Maceo, líder da guerra de independência cubana. Raúl Castro mostrou a ele um dos fuzis que o líder cubano Fidel Castro usou durante a luta revolucionária em Sierra Maestra.

Raúl Castro lembrou que não existe revolução que não tenha enfrentado "muitos problemas".

- É preciso persistir, analisar os problemas e seguir em frente - disse Raúl Castro.

O presidente venezuelano chegou a Cuba na quarta-feira para participar da cúpula da Petrocaribe na cidade de Cienfuegos, onde inaugurou a refinaria Camilo Cienfuegos.