Jovens atiram ovos em Berlusconi durante comício em bairro romano

Agência EFE

ROMA - O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi foi atingido hoje por um ovo atirado por um jovem manifestante durante um comício realizado no bairro de Cinecittà, em Roma.

O ex-chefe de Governo italiano não foi ferido, mas sua jaqueta ficou manchada.

O episódio ocorreu hoje quando o líder conservador fazia um comício na praça Don Bosco, do bairro de Cinecittà, no sul de Roma. Participavam do evento uma centena de militantes e simpatizantes de seu partido, o Forza Italia.

Jovens da extrema esquerda receberam o magnata da televisão privada com gritos de 'palhaço', 'mafioso' e pedindo que deixasse o local, disseram testemunhas.

Berlusconi pegou o microfone e, segundo as mesmas fontes, deu continuidade ao comício.

"Vejam a diferença entre eles e nós. Nós jamais interromperemos um comício deles, enquanto eles já estão irritados desde a manhã, desde que se olham no espelho', ironizou o ex-primeiro-ministro.

Os jovens começaram a atirar ovos, moedas e, segundo alguns dos presentes, até parafusos em Berlusconi.

Um militante teria erguido sua mão em defesa do ex-chefe de Governo italiano, impedindo que um dos ovos atingisse seu rosto, mas não conseguindo evitar que alcançasse a manga da jaqueta de Berlusconi, que ficou manchada.

O ex-primeiro-ministro continuou com o comício e acabou, como é costume, apertando as mãos dos presentes.

Policiais antidistúrbios conseguiram dispersar os manifestantes e um teria sido detido.

Os jovens, segundo a imprensa local, pertencem aos centros sociais (onde homens de tendência de extrema esquerda e anárquica se reúnem) 'Spartaco' e 'Cortocircuito', da capital italiana.