Chefe de Polícia de Babel e dois seguranças morrem em Bagdá

Agência EFE

BAGDÁ - O chefe de Polícia da província iraquiana de Babel e dois seguranças morreram, neste domingo, dia em que seis pessoas ficaram feridas num ataque na cidade de Hilla, 100 quilômetros a sudoeste de Bagdá, segundo fontes policiais.

As fontes afirmaram que o primeiro ataque ocorreu quando uma bomba explodiu durante a passagem do comboio no qual viajava o comandante da Polícia, identificado como Qais al-Mamuri. A explosão também causou danos a outros veículos, acrescentaram as fontes.

Em outro incidente, um soldado iraquiano ficou ferido hoje na explosão de um carro-bomba perto de um posto de controle do Exército na cidade de Beiji, 200 quilômetros ao norte de Bagdá, afirmou a agência independente de notícias iraquiana 'Aswat al-Iraq'.

Nas últimas 24 horas, a Polícia matou um insurgente e deteve 14 rebeldes em operações em Bagdá e em seus arredores. O suposto terrorista foi morto na região de Abu Ghraib, a oeste de Bagdá. Também foram achados no local os corpos de outros 13 rebeldes.

Já as prisões ocorreram nos bairros de Al Kharj e Al Rasafa, ambos em Bagdá, e em regiões próximas à capital, segundo a fonte. Durante as operações, a polícia apreendeu uma grande quantidade de armas, munição e explosivos.