Sarkozy dá por encerrado incidente com a Argélia

Agência EFE

PARIS - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, deu por encerrado o incidente provocado pelas acusações feitas por um ministro argelino e que estremeceram o clima entre ambos os países a poucos dias de uma visita de Estado do líder francês à Argélia.

- O incidente está encerrado - disse o presidente francês, poucas horas após conversar por telefone com o governante argelino, Abdelaziz Bouteflika.

O ministro argelino de Antigos Combatentes, Mohammed Cherif Abbès, havia declarado ao jornal 'El Khabar' que 'o autêntico arquiteto da chegada de Sarkozy ao poder havia sido o lobby judeu'.

Segundo Sarkozy, o presidente da Argélia lhe assegurou que as declarações do ministro 'não refletiam a posição de seu país'.

Por este motivo, Sarkozy indicou que na próxima segunda-feira viajará à Argélia 'como amigo'.