Protesto do Greenpeace usa termômetro gigante no México

Agência EFE

MÉXICO - A organização ambientalista Greenpeace promoveu nesta quinta-feira uma manifestação na porta do Ministério das Relações Exteriores mexicano, com um termômetro gigante e a mensagem de "perigo para o planeta".

Segundo um comunicado da organização, o objetivo do protesto foi pedir à delegação mexicana que vai às reuniões sobre mudança climática "uma posição firme e proativa para estender o Protocolo de Kioto além de 2012 e aumentar o grau de compromisso de todas as nações".

O Protocolo de Kioto sobre a mudança climática é um acordo assinado por mais de 180 nações em 1997 para reduzir em 5,2% as emissões de gases causadores do efeito estufa entre 2008 e 2012.

O "Kioto Adicional" é uma proposta de alguns ambientalistas para que haja uma segunda fase ou ampliação do Protocolo original. A convenção da ONU sobre mudança climática será na ilha indonésia de Bali, de 3 a 14 de dezembro.

Os ativistas abriram uma faixa com a mensagem "2ºC = perigo global" e entregaram o termômetro ao diretor do Meio Ambiente da Chancelaria mexicana, Rodolfo Godínez, que vai às reuniões em Bali.