Papa pede maior esforço para deter a Aids

Agência AFP

CIDADE DO VATICANO - O papa Bento XVI fez um apelo à comunidade internacional nesta quarta-feira para que multiplique os esforços para 'deter a propagação do vírus HIV'.

- Desejo estimular todas as pessoas de boa vontade para que multipliquem os meios para frear a difusão do vírus e combater o preconceito que afeta com freqüência os que o contraíram - pediu o papa ao final de audiência geral no Vaticano.

O pontífice também solicitou "atenção aos enfermos, especialmente as crianças".

O apelo do papa foi pronunciado por ocasião da Jornada Mundial contra a Aids que se celebra neste sábado, 1 de dezembro.

- Estou espiritualmente próximo dos que sofrem dessa terrível enfermidade e de suas famílias, em particular as que perderam um parente - disse.

Mais de 33 milhões de pessoas vivem no mundo com o vírus HIV. Desse total, 1,6 milhão na América Latina, segundo as últimas estimativas sobre a propagação da epidemia publicadas no informe anual ONUAIDS.

A África subsaariana é a região mais afetada com 22,5 milhões, dos quais 61% são mulheres.