Incidentes após funeral de manifestante em Hebron deixa 60 feridos

Agência EFE

RAMALA - Pelo menos 60 pessoas ficaram feridas hoje nos confrontos entre simpatizantes islâmicos e a Polícia da Autoridade Nacional Palestina (ANP) em Hebron, na Cisjordânia, após o funeral de um jovem que morreu na terça-feira baleado durante uma manifestação contra a cúpula de Annapolis.

O funeral foi realizado em uma mesquita de Hebron, ao meio-dia, e ao término da cerimônia as forças de segurança leais ao presidente da ANP, Mahmoud Abbas, dispersaram os manifestantes.

Os policiais usaram material antidistúrbios e munição real, segundo testemunhas.

Pelo menos 37 pessoas tiveram que ser hospitalizadas em um centro médico de Hebron.

Fontes das forças de segurança palestinas disseram que 20 agentes ficaram feridos nos confrontos.

A ANP tinha proibido expressamente qualquer tipo de concentração tanto a favor como contra a cúpula de Annapolis.